Segunda-feira, 02.11.09

Quinta das Baceladas tinto 2005

A Quinta das Baceladas é uma referência da Bairrada. Situada na zona de Cantanhede, esta quinta pertencente à Aliança, é uma das melhores relações entre o preço e a qualidade de Portugal. Geralmente custa menos de 10 euros e em qualidade não vira a cara a vinhos bem mais caros. Um perfeito exemplo do que teremos de fazer para vingar no mercado internacional.
As castas plantadas na Quinta das Baceladas são a Baga, Cabernet Sauvignon, Merlot e Tinta Roriz. Os vinhos, sob a batuta de Francisco Antunes e Pascal Chatonnet, aliam o lado mais tradicional e regional da Baga com um perfil mais internacional das restantes castas.
Este vinho é um exemplo disso. Ao melhor estilo bordalês, o Cabernet Sauvignon e o Merlos andam juntos, aqui acompanhados pela bairradina Baga. Estagiou 12 meses em barricas novas de carvalho francês.
Apresenta uma cor muito escura.
Aroma intenso. Notas tostadas, vegetal seco, terroso, especiarias a lembrar pimenta preta. A fruta aparece na forma e ameixas e mirtilos. Temos ainda notas de pimentão vindas do Cabernet e um ligeiro toque floral.
Boca encorpada e muito fresca. Fruta madura (ameixas), tostas, chocolate, especiarias (pimenta preta) e pimentão. Final logo e complexo.
Temos aqui um vinho que ainda está um pouco bruto, ainda muito jovem. Nota-se o perfil bordalês, apimentado, vegetal. Está com uma bela complexidade, boa estrutura, ainda com as partes por arrumar. Um bairradino para o futuro. 17.
publicado por allaboutwine às 11:55 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 01.11.09

Visita ao Zambujeiro


Aproveitámos um belo fim-de-semana solarengo e fomos ao Zambujeiro, perto de Vila Viçosa.
Fomos recebidos pelo Nuno Malta que nos mostrou as instalações entre explicações e provas de barrica. Cubas em inox para vinificação do Monte do Zambujeiro de Terra do Zambujeiro e 4 balseiros em carvalho para o Zambujeiro. Sala de barricas das melhores marcas e com várias tostas, onde provámos os vinhos de 2008 ainda em pleno estágio. Começámos pelo Aragonês, muito elegante, perfeito para o blend, Touriga Nacional, belo tanto no aroma como na boca, Cabernet Sauvignon, intensas notas vegetais e com uma belíssima acidez e o Alicante Bouschet, preto, poderoso, grande estrutura. São as 4 castas que vão dar origem aos vinhos de 2008. Muito didáctico. Passámos à prova do Zambujeiro 2007, ainda em estágio. Um vinho poderoso, muito estruturado, pleno de fruta, muito jovem.
O tempo urgia e ainda íamos buscar um bicharoco para nos saciar a prova de vinhos espanhóis que tínhamos pela frente.
Resta-me agradecer ao Nuno o tempo despendido ao nos receber.
Deixo uma fotos que tirei ao longo da visita.








tags:
publicado por allaboutwine às 11:14 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Novembro 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
16
19
21
24
25
26
28

posts recentes

últ. comentários

  • Olá Miguel,Sou leitor atento do teu blog e não res...
  • Aqui parece que não concordamos. Eu acho este 2007...
  • José Diogo,É realmente um belo porto com um grande...
  • Olá André.Sê vem vindo a esta humilde casa. Fiquei...
  • Também o achei bem austero na abertura. Ao princíp...
  • Oi Miguel, muito de acordo com o teu descritivo, u...
  • interessante.
  • Nesta prova já não concordo assim tanto, pessoalme...
  • Completamente de acordo com esta nota de prova!Ali...
  • Bom dia, estamos a lançar um projecto de blogue de...

Posts mais comentados

arquivos

tags

todas as tags

links

subscrever feeds