Domingo, 08.11.09

Cabriz Colheita Seleccionada tinto 2007

Falar de um vinho destes é fácil, fazê-lo com esta qualidade e quantidade é que está ao alcance de poucos. A Dão Sul é um desses produtores, que está sempre na linha da frente e que consegue tirar partido de um projecto muito bem feito, com pés e cabeça, começando a conquistar o mercado com vinhos com qualidade e bastante acessíveis. Agora no seu portefólio já encontramos topos de gama, muito caros e muito bons, como sinal de afirmação e consistência.
A Quinta de Cabriz foi o projecto pioneiro da Dão Sul, e este vinho em prova é o primeiro vinho, a gama de entrada do produtor. Com um preço inferior a 3 euros, é uma das melhores compras, e isto acontece ano após ano.
Feito com as castas Alfrocheiro, Tinta Roriz e Touriga Nacional, estagia durante 6 meses em barricas de carvalho francês.
Cor rubi escura.
Aroma com boa intensidade, onde se notam as flores a lembrar violetas, em companhia de fruta, onde aparecem notas de amoras, cerejas, framboesas, ginjas. Algum chocolate no meio de baunilha e ligeiro balsâmico.
Boca de corpo mediano e boa acidez. A fruta aparece entre as notas balsâmicas e alguma flores. Final mediano e saboroso.
Temos aqui um vinho muito bem feito, com um perfil ideal para agradar a muita gente. Dá uma prova fácil mas saborosa, com tudo muito redondo e prontíssimo para beber. A compra perfeita para o dia a dia. 15,5.
publicado por allaboutwine às 14:37 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Primeira Paixão Verdelho branco 2008

Agora falo de um projecto recente que surgiu na união de uns amigos do vinho. O Primeira Paixão nasce através do saber de dois grandes enólogos portugueses, Francisco Albuquerque e Rui Reguinga, e em boa hora o fizeram, como poderemos ver mais à frente.
Foram à Madeira buscar o Verdelho, uma casta polémica devido à sua nomenclatura. Mas este é o verdadeiro Verdelho, uma das castas usadas nos grandes vinhos, mas muito mal amados, da Madeira, e que dá origem a vinhos muito finos, frutados e frescos.
O vinho em prova é o Primeira Paixão 2008, feito exclusivamente com Verdelho e que estagiou em inox.
Tem uma cor amarelo citrino.
Aroma muito intenso. Notas citrinas a lembrar limão. As nuances mais vegetais vêm ao de cima, com notas de relva acabada de cortar, A fruta continua na versão mais exótica, onde podemos encontrar manga, kiwi, ananás e maracujá.
Boca com bom volume e muito fresca. Notas intensas de fruta, ora citrina, ora tropical, sempre na companhia de sabores vegetais. Final longo e muito fresco.
Provar e beber este vinho deu-me muito prazer. Um vinho muito intenso, muito fresco, com a casta em grande plano a mostrar todo o seu potencial. Faz-nos pensar porque será que não temos mais vinhos assim. Nota mais para a imagem, para o rótulo, que na minha opinião está belíssimo, muito apelativo.
Penso ser um projecto com tudo para dar certo, assim continuem os vinhos e assim continue o desejo de ser diferente e apresentar produtos distintos. Muito bem. 16,5.
publicado por allaboutwine às 13:43 | link do post | comentar | ver comentários (4)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Novembro 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
16
19
21
24
25
26
28

posts recentes

últ. comentários

  • Olá Miguel,Sou leitor atento do teu blog e não res...
  • Aqui parece que não concordamos. Eu acho este 2007...
  • José Diogo,É realmente um belo porto com um grande...
  • Olá André.Sê vem vindo a esta humilde casa. Fiquei...
  • Também o achei bem austero na abertura. Ao princíp...
  • Oi Miguel, muito de acordo com o teu descritivo, u...
  • interessante.
  • Nesta prova já não concordo assim tanto, pessoalme...
  • Completamente de acordo com esta nota de prova!Ali...
  • Bom dia, estamos a lançar um projecto de blogue de...

Posts mais comentados

arquivos

tags

todas as tags

links

subscrever feeds