Quarta-feira, 12.08.09

Esporão Reserva branco 2008

Continuando em terras alentejanas, entramos no domínio da Herdade do Esporão. Em período de remodelação de imagem, esta marca emblemática de portugal continua a brindar-nos com os melhores vinhos feitos em Portugal, feitos em quantidades consideráveis, a muito pretendida relação entre a qualidade e a quantidade. Os seus Reserva são perfeitos exemplos disso. Os seus vinhos são fonte segura de qualidade em que podemos confiar.
Os solos são vulcânicos e xistosos, temperados por uma brisa marítima húmida vinda do Atlântico.
Com as uvas Antão Vaz, Arinto e Roupeiro e após estágio em barricas de carvalho francês e americano durante 6 meses, é engarrafado. Desta vez com um rótulo belíssimo da autoria do artista plástico José Pedro Croft, que simboliza as cores deste vinho. Os tostados, a fruta citrina, a baunilha. Uma obra de arte.
A cor é amarela palha. Aroma intenso, com notas e fruta citrina a lembrar limão, tangerina, toranja. Fundo tostado e abaunilhado. Boca encorpada e com uma bela acidez. Continua com a fruta citrina em companhia de sabores abaunilhados e tostados. Final longo e com boa complexidade.
Mais um belo Reserva branco desta casa, aliás, como é apanágio. Um bom equilíbrio entre a fruta, acidez e a madeira onde estagiou, tornando-se até um tanto guloso.
Um vinho que continua sólido na sua qualidade e que será sempre uma escolha mais que segura quando queremos qualidade. Gostei francamente. 17.
publicado por allaboutwine às 13:21 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Terça-feira, 11.08.09

Reguengos Reserva branco 2008

Na incessante procura de boas compras, de vinhos que nos dão prazer a troco de pouco dinheiro, que nos conseguem supreender sem esperar, nada melhor que parar nas adegas cooperativas, em especial no Alentejo. Voltei à CARMIM, em Reguengos, plena região vitivinícola alentejana. Depois de provado o Reserva 2006, virei-me para a versão branca, esta de 2008.
Os solos de onde estas uvas são provenientes são derivados de rochas eruptivas de que se destacam os Quartzo Dioritos, algumas manchas de derivados de Xisto e uma pequena mancha com solos derivados de Rañas. As uvas Arinto e Antão Vaz são colhidas à mão e seguem logo para vinificação. Estagiam parte em inox e outra parte em barricas.
De cor amarelo citrino, apresenta um aroma intenso, inicialmente com notas fumadas e tostadas, partindo depois para a fruta citrina a lembrar limão a par de alguma tropical, com maracujá. Fundo vegetal com toque amendoado. A boca apresenta corpo mediano e com uma bela acidez. Sabores a fruta tropical, algum limão, ligeiro amendoado e mineral. Final comprido e fresco.
Tal como o tinto, este branco tem uma qualidade impressionante para o seu preço, menos de 4 euros. Um vinho que apresenta uma complexidade acima da média, uma bela frescura que lhe dá profundidade e uma bela presença na boca. Quem queira um bom vinho para o dia a dia (e não só) tem aqui uma das melhores escolhas. 16.
publicado por allaboutwine às 12:01 | link do post | comentar
Quinta-feira, 06.08.09

Conventual tinto 2007

Portalegre foi, desde sempre, terra de Conventos, proprietários de vinhas, implantadas em encostas suaves, beneficiadas por um microclima que confere aos vinhos inconfundível qualidade e tipicidade e grande frescura. O vinho Conventual é uma homenagem a tudo isto.
Com um preço que ronda os 3 euros, é um vinho que situa-se no patamar dos chamados vinhos para todos os dias. Existe na versão tinto e branco.
Esta versão de 2007 foi feito com as castas Aragonez, Trincadeira e Alicante Bouschet. A vinificação e estágio é feita em inox.
Tem uma cor rubi de concentração média/alta. Aromas intensos a fruta, a lembrar cerejas e ameixas maduras e algumas em compota. Um lado mais vegetal tipo arbusto. Boca de corpo mediano com a acidez bem integrada. Tal como o aroma, é muito frutada e com toques compotados. Final mediano e frutado.
Temos aqui um vinho agradável, que se bebe bem, num perfil directo, frutado e apelativo. É mais uma escolha para o dia a dia dentro desta gama de vinhos. 14,5.
publicado por allaboutwine às 11:57 | link do post | comentar | ver comentários (12)
Quarta-feira, 05.08.09

Vila dos Gamas branco 2008

Mais um vinho que provei em terras algarvias durante as minhas férias. Tentei beber vinhos simples, despreocupados, para também descansar e descontrair um pouco e não puxar muito pela cabeça. Afinal estamos de férias.
Fui ao Alentejo, mais precisamente à Vidigueira, buscar este branco. Conhecida pela qualidade dos seu vinhos brancos, muito famosos, a Vidigueira é a região onde a casta Antão Vaz sempre perdurou, onde ela se sente bem.
A Adega Cooperativa da Vidigueira, Cuba e Alvito é um dos grandes impulsionadores da região. Vinhos a preços muito apelativos e de boa qualidade, vinhos por vezes relegados sem o merecer só por serem de Adega, por puro preconceito.
Este Vila dos Gamas 2008 foi feito com as castas Antão Vaz, Manteúdo, Perrum e Roupeiro e estagia em inox.
A cor é amarela citrina. Aroma intenso com notas minerais. A fruta aparece na forma de melão, pêra, maça. Curiosas notas amendoadas. Boca mediana, tal como a acidez. Mantém a fruta de polpa branca e as notas amendoadas. Final mediano.
Um vinho que custa perto de 2 euros e que está bem feito. Não é complexo nem muito estruturado, mas dá uma boa prova, sem ser enjoativo, como acontece com muitos vinhos mais baratos.
Não tenham receio, este vinho não envergonha ninguém. 14,5.
publicado por allaboutwine às 12:06 | link do post | comentar
Segunda-feira, 03.08.09

Mateus Aragonês rosé 2008

Aqui está o nosso grande vinho. O vinho português que vende mais pelo mundo inteiro, talvez o vinho mais conhecido por esse mundo fora. Todo o restaurante, tasca, tem este vinho na sua carta. Impressionante. São milhões e milhões de litros por ano. Recentemente a imagem mudou, tornou-se mais moderna a apelativa, assumiu uma casta e uma identidade. Agora sabemos que as uvas são de um ano. De repente tornou-se um vinho que não envergonha ninguém, nem o mais requintado enófilo de todos. É um vinho a ter em conta, com certeza.
Tal como o nome indica, é feito com Aragonês. Sai da garrafa com uma cor rosa escuro, bonita. Aroma intenso a frutos vermelhos como morangos, framboesas e cerejas. Ligeiro toque floral a lembrar rosas vermelhas. Boca de médio porte, adocicada e com acidez mediana. Tal como no nariz, é muito frutada e com um ligeiro toque floral. Final mediano e doce.
Um rosé muito bem feito, com um perfil muito apelativo. Um vinho perfeito para um final de tarde. É difícil não gostar. 15,5.
publicado por allaboutwine às 11:51 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 02.08.09

Barranco Longo rosé 2008

Os vinhos do Algarve começam a entrar nas escolhas dos consumidores mais atentos a estas coisas. Será certamente difícil mudar a mentalidade acerca destes vinhos, mas o caminho já foi tomado e a meu entender muito bem tomado. Uma aposta na qualidade, num perfil internacional e moderno que, dado o perfil da região, muito aberto ao turismo, seria uma escolha lógica. Uma aposta certa.
Para mim, já começam a fazer parte do meu rol de escolhas, a despertar o meu interesse. Vinhos tintos e rosés frutados e apelativos, brancos intensos e frescos, começam a fazer a alegria de quem os bebe.
Rui Virgínia é um dos actores principais deste novo Algarve, com a vinha situada em Algoz. São 12 hectares de onde saem os vinhos de marca Barranco Longo. O clima é mediterrânico e o solo é argilo-calcário.
O vinho em prova é o rosé de 2008, feito com as castas Aragonês e Touriga Nacional. Estagiou em inox com temperatura controlada.
Cor vermelho vivo. Aroma intenso, com notas florais em conjunto com a fruta, onde notamos morangos, cerejas e ameixas. Ligeira nota tostada. Boca de médio porte e fresca. Fruta intensa com sabores a cerejas e ameixas. Toque floral. Final longo e saboroso.
Temos aqui um belo rosé algarvio. Muito frutado, com toque adocicado mas com a acidez bem enquadrada. Pode-se beber como aperitivo ou a acompanhar pratos leves.
Agora não são só belas praias que o Algarve tem para nos oferecer. 16.
publicado por allaboutwine às 10:40 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Agosto 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
15
17
19
20
22
23
26
27
28
29

posts recentes

últ. comentários

  • Olá Miguel,Sou leitor atento do teu blog e não res...
  • Aqui parece que não concordamos. Eu acho este 2007...
  • José Diogo,É realmente um belo porto com um grande...
  • Olá André.Sê vem vindo a esta humilde casa. Fiquei...
  • Também o achei bem austero na abertura. Ao princíp...
  • Oi Miguel, muito de acordo com o teu descritivo, u...
  • interessante.
  • Nesta prova já não concordo assim tanto, pessoalme...
  • Completamente de acordo com esta nota de prova!Ali...
  • Bom dia, estamos a lançar um projecto de blogue de...

Posts mais comentados

arquivos

tags

todas as tags

links

subscrever feeds