Sábado, 16.05.09

Herdade da Calada Block nº3 tinto 2005

Os vinhos deste produtor de Évora andaram desaparecidos durante um tempo. Altura em que a Herdade mudou de mãos e os vinhos levaram uma grande volta no visual dos rótulos e foram criadas novas marcas. Esta reestruturação chegou também à enologia, que passou para as mãos de Carsten Heinemeyer, que continuou a colocar os vinho da Herdade entre os melhores do Alentejo e num estilo muto internacional.
Até há pouco tempo, o topo de gama do produtor era o Baron de B Reserva, marca que ainda está existe, mas que agora tem a companhia do Block nº 3, um vinho de uma zona particular da vinha. É este vinho que aqui provamos, a primeira colheita desta marca.
Feito com as castas Syrah, Touriga Nacional e Alfrocheiro, estagiou 12 meses em barricas de carvalho francês. Tem uma cor escura, concentrada. Começa com notas intensas de côco, bem acompanhadas por fruta a lembrar cerejas e morangos. Algum lácteo. A madeira transmitiu-lhe notas de chocolate, chão encerado. Ligeiro vegetal. Boca encorpada, uma acidez bem integrada. Muito frutada, com os toques balsâmicos que encontrámos no nariz e o chocolate preto. Final longo e muito guloso.
Um vinho potente, cheio de aromas e sabores gulosos, muito ao estilo Novo Mundo. Para quem gosta do estilo (eu gosto) é um deleite à prova. 17,5.
publicado por allaboutwine às 13:46 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Curva Reserva branco 2007

Cada vez mais as grandes casas de Vinho do Porto se viram para os vinhos de mesa. Com as condições naturais para os fazer e com a rentabilidade que daí vem, é um negócio em crescendo, passando até para primeiro plano dessas grandes casas, salvo muito poucas exceções, como a Taylor's. Temo que a entrada em força nos vinhos de mesa deixe para trás uma das nossas grandes jóias, o Vinho do Porto, e pelo qual nós ainda somos reconhecidos internacionalmente.
A Sogevinus Fine Wines, detentora das marcas (entre outras) Kopke, Burmester, Cálem e Barros, avançou com uma nova marca de vinhos de mesa. Detentora de algumas no mercado, tais como o Burmester, Tavedo e a mais recente Kopke, criou mais uma, o Curva. Na gama existem os Curva tinto e branco Colheita e os Reserva. Aquele que está em prova é o Reserva branco, da colheita de 2007.
De cor amarelo citrino, tem o aroma com bela intensidade. Notas muito citrinas a lembrar limão. Aparece também o alperce, juntamente com a bauilha. Fundo tostado e mineral. A boca tem bom volume e uma bela acidez. Continua com muitas notas citrinas e ligeiramente abaunilhada. Finla longo e muito fresco.
Um belo branco. Apanhei-o numa promoção a pouco mais de 5 euros e valeu bem a pena. Boa profundidade e complexidade, com uma acidez que lhe transmite grande frescura e lhe prolonga o palato. 16,5.
publicado por allaboutwine às 09:48 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Cor Dão 2007

É mais uma das marcas de Álvaro Castro. Mais um tinto de entrada de gama, que assim se junta ao Saes Colheita Exclusiva. Um vinho com uma imagem moderna e apontada a um público jovem, tem também um preço convidativo à compra.
É feito com as castas tradicionais do Dão e estagia em inox até ao engarrafamento.
Tem uma cor escura, jovem. Aroma frutado, a lembrar morangos e framboesas. Ligeira tosta sobre fundo de cariz floral. Boca de corpo mediano e fresca. É mais floral que o aroma e agora com um toque mais balsâmico a eucalipto. Final mediano e ligeiramente frutado.
Temos aqui um vinho simples, bem feito, onde a fruta assume o papel principal, mas onde se sentem algumas notas balsâmicas mais caracteristicas da região. Uma boa escolha para o dia a dia.
15.
publicado por allaboutwine às 05:54 | link do post | comentar | ver comentários (2)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Maio 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
15
17
18
19
22
24
25
27
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

  • Olá Miguel,Sou leitor atento do teu blog e não res...
  • Aqui parece que não concordamos. Eu acho este 2007...
  • José Diogo,É realmente um belo porto com um grande...
  • Olá André.Sê vem vindo a esta humilde casa. Fiquei...
  • Também o achei bem austero na abertura. Ao princíp...
  • Oi Miguel, muito de acordo com o teu descritivo, u...
  • interessante.
  • Nesta prova já não concordo assim tanto, pessoalme...
  • Completamente de acordo com esta nota de prova!Ali...
  • Bom dia, estamos a lançar um projecto de blogue de...

Posts mais comentados

arquivos

tags

todas as tags

links

subscrever feeds