Domingo, 11.01.09

Grão Vasco 2006

Depois do Douro, aqui temos a versão sulista do Grão Vasco, o alentejano. Com o mesmo preço de mercado, abaixo dos 3€, tem como castas o Alicante Bouschet, o Aragonês e a Trincadeira. Como estamos a ver, as três principais castas do Alentejo. Estagia unicamente em inox e sai da garrafa com uma cor rubi de concentração média/alta. Aroma de média intensidade, com notas de fruta vermelha madura como framboesas e morangos envolvidos em especiarias a lembrar pimenta. Boca de corpo mediano, acidez bem integrada, taninos redondos. Sabor a fruta vermelha com toques lácteos a lembrar iogurte de fruta. Final mediano, com alguma fruta.
Está um pouco abaixo do seu irmão duriense. Perfil típico alentejano, sem ser demasiado doce. O nariz é melhor que a boca, que se apresenta algo unidirecional e parca de sabores. Não custa nada experimentar. 14,5.
publicado por allaboutwine às 06:22 | link do post | comentar

Casal Figueira 2007

É triste quando os projectos acabam, ainda mais quando são bons projectos. É o caso do Casal Figeira, um produtor da Estremadura do sítio de A-dos-Cunhados. No ano passado, tivemos a triste notícia que iria acabar com a marca, pelos menos com estas características e neste local. É pena, dado que tinha vinhos bem interessantes, especialmente brancos elaborados com castas francesas como Marsanne, Roussane e Petit Manseng. Dalí saíram vinhos muito com personalidade muito vincada e diferente de tudo o que existe em Portugal. Bem hajam!
O vinho em prova é o branco da colheita de 2007, penso que a última a ser feita. Com uma graduação de 12,5% e a um preço de marcado abaixo dos 5€. Apresenta uma cor amarela citrina intensa. Aroma de média intensidade, com muita fruta madura a lembrar pêras, maças, alperce. Toques melados e algum chá. Ligeiro chocolate branco. A boca tem bom volume, acidez parca. Sabores de maça assada, alperce, ameixas maduras. Final mediano e algo plano.
Pode-se dizer que é um vinho fora do comum, um vinho algo pesado onde, na minha opinião, falta frescura para subir alguns patamares. Não vai ao encontro do meu gosto. Valeu pela curiosidade. 14,5.
publicado por allaboutwine às 06:19 | link do post | comentar

Quinta de Macedos 2001


Às vezes não se arrependem de abrir uma garrafa num determinado momento? Já me aconteceu várias vezes e esta foi uma delas. Então quando temos só uma, é um desalento. Este vinho deveria ter descansado mais um pouco, mas é dificil saber o momento óptimo, não é?
A Quinta de Macedos foi comprada por Paul Reynolds, nome muito conhecido no panorama vínico português, em 1998. A primeira vindima acontece me 2000, apartir das vinhas velhas originais. Resistiram à tentação da replantação das vinhas e mantiveram-nas tal como as encontraram. Portanto, falamos de vinhas muito velhas.
A referência Quinta de Quinta de Macedos é o topo de gama da empresa. Abaixo dela temos o Lagar de Macedos e ainda o Pinga do Torto. O vinho em prova é a colheita de 2001, segunda da vida deste vinho. Essencialmente feito com Touriga Franca, estagia 20 meses em barricas novas de carvalho francês Allier. Apresenta-se com uma cor muito escura. Aroma muito concentrado e profundo. Só ao fim de algum tempo começa a mostrar aromas a flores de esteva e violetas, envolvidas em mineral de xisto. A fruta aparece após algum tempo a lembrar ameixas, ginja, cerejas. Boca muito encorpada, muito boa acidez, taninos gordos com alguma secura. Permanecem as notas florais a esteva e violetas, acompanhadas de chocolate e de fruta. Tudo sobre fundo mineral. Final muito longo e complexo.
Quase que apetece pedir desculpa ao vinho por acorda-lo tão cedo. Merecia mais algum tempo de descanço. Tem ainda muito para revelar. Intenso, complexo e elegante. Belo vinho. 18.
publicado por allaboutwine às 06:17 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Janeiro 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
28
29
31

posts recentes

últ. comentários

  • Olá Miguel,Sou leitor atento do teu blog e não res...
  • Aqui parece que não concordamos. Eu acho este 2007...
  • José Diogo,É realmente um belo porto com um grande...
  • Olá André.Sê vem vindo a esta humilde casa. Fiquei...
  • Também o achei bem austero na abertura. Ao princíp...
  • Oi Miguel, muito de acordo com o teu descritivo, u...
  • interessante.
  • Nesta prova já não concordo assim tanto, pessoalme...
  • Completamente de acordo com esta nota de prova!Ali...
  • Bom dia, estamos a lançar um projecto de blogue de...

Posts mais comentados

arquivos

tags

todas as tags

links

subscrever feeds