Sexta-feira, 11.05.07

Entre II Santos 2005

Mais um branco bairradino do Campolargo. Desta vez um branco feito com Sauvignon Blanc e Arinto e com 11º%, o que o torna sugestivo para bebe-lo num fim de tarde, com um petisco ou mesmo sem acompanhamento. É um vinho delicado, não muito aromático, leveza na fruta e curioso toque de fumo. Não é complexo, mas penso que também não seria essa a intenção.15.
tags:
publicado por allaboutwine às 01:29 | link do post | comentar
Terça-feira, 08.05.07

Quinta do Judeu 2004

.."O mundo melhora a cada poema criado, a cada harmonia composta, a cada suspiro murmurado. Por isso vá em frente, pegue numa caneta e num pincel e escreva, pinte, cante e grite. Não se preocupe com o que os outros vão pensar. Quando der por ela, estarão logo atrás de si. E juntos somos bons. Inspirados melhores ainda. Faça, exista e aconteça. Viva....."
Gosto deste bocado de texto. Gosto mesmo. Este vinho é que me deixou desgostoso, ainda mais depois de ter dado 15€ por ele. Para mim não vale três vezes menos. Simples e muito adoçicado. 13.
tags:
publicado por allaboutwine às 12:42 | link do post | comentar
Segunda-feira, 07.05.07

A pinga no fim de semana

Tive um fim de semana muito bom, com boa companhia e bons vinhos. N0 sábado tive uma noite cultural. Fui ao São Luiz ver uma peça de uns tipos muito bons, os Alcómicos Anónimos, muito engraçada, cheia de humor a dar-me um grande serão (se quiserem, consultem o blog). Jantei comida chinesa, acompanhada por um Muralhas de Monção 2006. É um vinho que nunca nos deixa mal. Frutado, com uma bela acidez mas sem ferir a boca. Gosto deste vinho.
Domingo festejei de outra forma, em família, o dia da mãe. Uma petiscada ao ar livre foi acompanhada com dois belos brancos. Um Deu la Deu Alvarinho 2006, que para mim tem um preço imbatível ao nível dos Alvarinho e dos brancos em geral. Não gosto muito dos aromas austeros que às vezes esta casta dá. Gosto mais quando apresenta nota frutadas, com bom corpo e uma acidez belíssima que lhe prolonga a boca. O outro vinho bebido foi o Redoma Reserva 2004. Que dizer deste vinho?! Posso começar por dizer que gostei muito, que o achei sublime. Tudo bate certo, acidez, corpo, intensidade. Aromas intensos, perfumados. Carote, sim é carote, mas às vezes sabe bem perder a cabeça e deliciar-mo-nos com um vinho destes. Tenho dito!
Muralhas de Monção 2006:15.5.
Deu la Deu 2006: 16.5.
Redoma Reserva 2004: 18.5.
tags:
publicado por allaboutwine às 05:56 | link do post | comentar
Quinta-feira, 03.05.07

Quinta dos Roques Encruzado 2005

Tenho provado regularmente este vinho ao longo dos seus anos de vida. Mantém uma consistência impressionante e é feito para durar alguns anos em garrafeira. Costuma ter uma frescura muito grande, não muito exuberante, mais contido de aromas e muito elegante. Quase feminino. Sobressaem notas minerais, floral leve e fruta branca delicada, tudo envolvido em suave madeira. Boca encorpada mas elegante, grande frescura, madeira mais presente que no aroma mas bem integrada. Muito bom. É um dos melhores de sempre (no meu ponto de vista). 17.5.
tags:
publicado por allaboutwine às 10:43 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 02.05.07

Grilos 2006

Agora esta marca deixa de ser Quinta dos Grilos e passa a Grilos. Passou, desde a "famosa" colheita de 2003, a ser um dos vinhos que compro regularmente. Este branco, feito com Encruzado e Cerceal, apresenta-se pálido na côr. Nariz que antevê a frescura do vinho. Fruta ácida, branca e tropical sobre fundo mineral. Boca ácida, estrututa mediana.
É um vinho com uma acidez muito grande mas tolerável. Bom para o dia a dia. 15.
tags:
publicado por allaboutwine às 14:08 | link do post | comentar

Monte da Penha Reserva 2001

Disse o Padre António Vieira acerca deste vinho: "Este vinho é aquele cordial simples, medicado pela Natureza, para alegrar o coração humano." Eu penso que é uma excelente máxima para este e para todos os vinhos. É uma excelente descrição desta dádiva da natureza muito bem aproveitada pelo homem.
Este Monte da Penha já se encontra um pouco evoluído para a idade que tem. Apresenta uma côr com laivos atijolados. O aroma detecta notas evoluídas, com muito pouca fruta, algum floral e chocolate com ginja. A boca apresenta uma boa frescura derivada de uma boa acidez. Corpo mediano assim como o final.
Devo confessar que não gosto muito de vinhos com tanta evolução. Não os compreendo muito bem. Também acho que para um vinho do ano de 2001 está demasiado "velho", mas isto é o meu gosto pessoal a vir ao de cima. 15.5.
tags:
publicado por allaboutwine às 13:39 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Maio 2007

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
15
16
17
18
19
20
24
25
26
27
29
31

posts recentes

últ. comentários

  • Olá Miguel,Sou leitor atento do teu blog e não res...
  • Aqui parece que não concordamos. Eu acho este 2007...
  • José Diogo,É realmente um belo porto com um grande...
  • Olá André.Sê vem vindo a esta humilde casa. Fiquei...
  • Também o achei bem austero na abertura. Ao princíp...
  • Oi Miguel, muito de acordo com o teu descritivo, u...
  • interessante.
  • Nesta prova já não concordo assim tanto, pessoalme...
  • Completamente de acordo com esta nota de prova!Ali...
  • Bom dia, estamos a lançar um projecto de blogue de...

Posts mais comentados

arquivos

tags

todas as tags

links

subscrever feeds