Dona Matilde 2007

Saúda-se sempre o aparecimento de novos projectos, que tragam alguma mais valia e que não sejam mais um entre tantos. São muitas as marcas novas, quase anualmente temos novos projectos, alguns deles megalómanos, que me fazem pensar qual o seu futuro, como é que conseguirão subsisitir com tanta concorrência, já sem falar dos vinhos no novo mundo que nos chegam com preços muito competitivos. Mas a guerra será no estrangeiro, nas exportações e aí é extremamente dificil combater os vinhos feitos em grande escala, com preços apelativos e com qualidade. Não é com certeza um mercado fácil nem uma área de negócio em que arrisquemos de ânimo leve.
Isto tudo para falar de um vinho tinto que provai recentemente. Já tinha provado há tempos o branco de 2007, agora é o tinto do mesmo ano.
Desde logo impressiona pela cor escura e peloas aromas muito frutados e envolvidos em baunilha e flores frescas. Fundo rezinoso e algum eucalipto. Boca encorpada e muito boa acidez. Mantém aquilo que encontramos na boa. A fruta, a baunilha e as flores. Belo conjunto. Final longo e saboroso.
No seguimento do branco, a sua versão escura é mais um tiro certeiro. Boa complexidade e cheio de vontade de agradar. Está prontissimo a beber. 16.
publicado por allaboutwine às 11:21 | link do post