Esporão Reserva tinto 2007

Agora viro-me para um grande vinho português. Um vinho que nos habituou a uma qualidade alta colheita após colheita. É talvez um dos poucos vinhos portugueses que podemos comprar às cegas, um vinho com um perfil muito abrangente, do qual dificilmente diremos mal ou que não gostamos.
Vinho acabado de sair para o mercado, dois anos depois da colheita. À semelhança do reserva branco 2008, o rótulo é da autoria de José Pedro Croft, que simboliza a complexidade de aromas, sabores e cores deste vinho. Feito com Aragonês, Carbernet Sauvignon e Trincadeira e estagiou 12 meses em barricas de carvalho americano (70%) e francês (30%). Após o engarrafamento seguiram-se mais 12 meses de estágio em garrafa.
Tem uma cor granada escura.
Aroma intenso, com boas notas de frutos a lembrar cerejas, morangos maduros. À parte da fruta, também encontramos notas de cacau, café, baunilha e ligeira tosta. Fundo terroso.
Boca encorpada e com uma bela acidez. Temos fruta vermelha madura, cacau, tosta, café , chocolate preto e ligeira baunilha. Final longo, com boa complexidade e frescura.
Temos aqui um vinho muito bem feito, com boa complexidade, onde as boas notas frutadas estão muito bem acompanhadas de uma panóplia de aromas e sabores provenientes do estágio em madeira. Tudo muito bem integrado, sem excessos. Tem estrutura e acidez que lhe permite aguentar muito bem em garrafa. Mais uma bela colheita deste vinho. 16,5.
publicado por allaboutwine às 15:13 | link do post