Niepoort Moscatel do Douro 2000

Quando pensamos em Moscatel pensamos maioritariamente em Setúbal, na região do Sado. E na minha opinião pensamos muito bem. Quem não gosta da complexidade dos generosos com longo estágio, quem não gosta de provar as relíquias que por exemplo a JMF nos brindou ainda recentemente no Encontro Vinhos e Sabores. Mas cá em Portugal, como sabemos, não é a única região vinícola a fazer este tipo de vinho. Em pleno Douro também se faz Mostatel e a Niepoort é um deles.
Tenho provado alguns Moscateis do Douro, e para ser sincero não me têm deslumbrado, ficando muito aquém dos exemplares de Setúbal. Mas ainda não tinha tido a possibilidade de provar o Moscatel de Dirk Niepoort e nós sabemos que ele não sabe fazer coisas más. Comprei este exemplar carregado de curiosidade mas com alguma certeza do produto final. E não me enganei. É um grande Moscatel. De cor dourado escuro, brinda-nos com uma bela intensidade aromática com aromas a lembrar mel, fruta cristalizada, frutos secos, fumados. Boca gorda e excelente acidez que lhe prolonga o palato. Muito longo e profundo.
É um vinho que recomendo vivamente e que para mim é, até agora, o melhor exemplar dos Moscateis do Douro jamais provado. 17,5.
publicado por allaboutwine às 15:34 | link do post