Malhadinha tinto 2007

Ano 2003. Ano de estreia de um vinho que veio mexer com o conceito de imagem em Portugal. Ninguém ficou indeferente ao rótulo com a imagem de uma vaca (Malhadinha) desenhada pela filha do casal, Matilde. Um projecto onde se busca acima de tuda a qualidade, vinhos modernos, com muita fruta e gulosos. Um excelente trabalho enológico de Luis Duarte, com um caminho bem traçado e um objectivo bem definido. Eis a Herdade da Malhadinha Nova.

Desde o Malhadinha 2003 que me tornei fã deste vinhos. Foi realmente um vinho que me marcou, um estilo "novo mundo" com toque alentejano. Têm feito esta marca todos os anos, sendo esta que temos em prova a da colheita de 2007, a último a sair para ao mercado.

Um vinho feito com Aragonês, Alicante Bouschet, Cabernet Sauvignon, Syrah e Touriga Nacional. Estagiou em barricas novas de carvalho francês durante 14 meses.
Tem uma cor granada muito escura. Aroma intenso, onde se destacam desde logo notas balsâmicas, ceras e menta, um travo vegetal. A fruta aparece compotada, que nos lembra cerejas e ameixas. Chocolate preto e ligeira baunilha. Boca bastante encorpada e com boa acidez. Os sabores balsâmicos misturam-se com a fruta e com toques achocolatados. Final longo e complexo.

Segue a linha dos Malhadinha. É um vinho onde se nota fruta de grande qualidade, com aromas quentes mas não pesados. A receita funciona, onde se alia a juventude, qualidade, modernidade, complexidade. Eu gosto de estilo e gosto muito deste Malhadinha 2007. 17,5.
publicado por allaboutwine às 12:30 | link do post | comentar