Cono Sur Pinot Noir Reserva 2006

É o segundo vinho que provo deste produtor chileno, depois de um Chardonnay com estágio em madeira e que gostei bastante. São vinhos do chamado novo mundo, vinhos com uma excelente imagem, que chama a atenção (a mim chamou-me), e com qualidade. O produtor faz uma aposta séria no Pinot Noir, tanto que o topo de gama, de nome Ocio, é feito exclusivamente com ela. Tem uma gama de vinhos a que chama Reserva e é nela que entra o vinho em prova. Estagia 4 meses em barricas e tem um preço de mercado cá em Portugal de 8€.
A sua cor é um vermelho com alguma concentração. Aroma de média intensidade, com notas de fruta vermelha a lembrar morangos maduros, amoras. Confeitaria (parece quando entramos numa pastelaria) e café com leite. Boca de médio porte, fresca e com os taninos redondos. Estão lá os sabores a fruta vermelha e a confeitaria. Final frutado e fresco.
É um vinho muito bem feito, elegante, com boa acidez. Não acompanha pratos muito intensos ou com muita gordura, antes carnes brancas e pratos delicados. É uma casta que não conheço quase nada. Esta prova também serviu para ver este tipo de perfil de vinhos, que são fáceis de agradar á maioria dos consumidores. 16.
publicado por allaboutwine às 04:51 | link do post | comentar