Quinta das Bágeiras Garrafeira branco 2004

Mário Sérgio Alves Nuno é talvez um dos últimos bastiões dos tradicionais vinhos da Bairrada, onde ainda não chegou a globalização e onde o perfli dos seus vinhos se mantém desde o começo do projecto, no ano de 1989. Mário Sérgio tinha na altura 23 anos.
Seguindo sempre o mesmo caminho e com castas tradicionais da região, como Bical e Maria Gomes para os brancos e Baga para os tinto, cedo caiu no goto dos enófilos, com vinho sérios, muito personalizados, raçudos e com características que os permite aguentar muitos anos em garrafa.
Nos anos excepcionais são feitos os Garrafeira (branco e tinto), que exprimem o que de melhor se faz na Bairrada.

Este vinho em prova é o Garrafeira branco 2004. Foi provado num jantar de natal de alguns amigos e no ar ficou a sensação de estar perante um grande vinho. Com uma cor amarelo dourado e aroma intensos a borracha, citrinos maduros, chocolate branco, frutos secos. Na boa sentia-se um corpo gordo e envolvente, com uma belíssima acidez. Citrinos, alperce, alguns químicos. Final longo e muito fresco. Estamos, realmente, na presença de um grande branco português.

Feito com Maria Gomes e Bical e estagiou em toneis avinhados sem recorrer a filtragens e colagens. Ele é gordo, grande estrutura, complexo, muito fresco. Diz-nos que ainda vai durar uns bons tempos em garrafa e nós bem o agradecemos. 17,5.
publicado por allaboutwine às 12:33 | link do post | comentar