Barranco Longo rosé 2008

Os vinhos do Algarve começam a entrar nas escolhas dos consumidores mais atentos a estas coisas. Será certamente difícil mudar a mentalidade acerca destes vinhos, mas o caminho já foi tomado e a meu entender muito bem tomado. Uma aposta na qualidade, num perfil internacional e moderno que, dado o perfil da região, muito aberto ao turismo, seria uma escolha lógica. Uma aposta certa.
Para mim, já começam a fazer parte do meu rol de escolhas, a despertar o meu interesse. Vinhos tintos e rosés frutados e apelativos, brancos intensos e frescos, começam a fazer a alegria de quem os bebe.
Rui Virgínia é um dos actores principais deste novo Algarve, com a vinha situada em Algoz. São 12 hectares de onde saem os vinhos de marca Barranco Longo. O clima é mediterrânico e o solo é argilo-calcário.
O vinho em prova é o rosé de 2008, feito com as castas Aragonês e Touriga Nacional. Estagiou em inox com temperatura controlada.
Cor vermelho vivo. Aroma intenso, com notas florais em conjunto com a fruta, onde notamos morangos, cerejas e ameixas. Ligeira nota tostada. Boca de médio porte e fresca. Fruta intensa com sabores a cerejas e ameixas. Toque floral. Final longo e saboroso.
Temos aqui um belo rosé algarvio. Muito frutado, com toque adocicado mas com a acidez bem enquadrada. Pode-se beber como aperitivo ou a acompanhar pratos leves.
Agora não são só belas praias que o Algarve tem para nos oferecer. 16.
publicado por allaboutwine às 10:40 | link do post | comentar