Mais uma razão para festejar

Todas as razões são boas para festejar, mas umas são melhores que outras. São momentos em que não nos importamos de abrir as nossas melhores garrafas e partilhamo-las com os nossos mais queridos. Foi assim quando tive a notícia de que ia ser pai, aquando do seu nascimento e aniversários. Nestas alturas a prova atenta dos vinhos é impossivel, mas por outro lado são momentos únicos, momentos de saborear e partilhar esses grandes vinhos, de ter e dar prazer.
Foi o que aconteceu recentemente ao ter a notícia de que vou ser tio. Foi com o meu irmão que celebrei a noticia da minha paternidade e na altura lembro-me muito bem do vinho que bebemos, um Chryseia 2000. Um dos melhores vinhos da minha vida. Agora, para esta celebração, escolhi um Tapada Coelheiros Garrafeira 2001 e um Quinta do Vallado Reserva 2003.
Estava um pouco apreensivo em relação ao Coelheiros, mas mostrou-se um grande vinho, numa excelente fase, muito complexo, com a fruta ainda bem presente. Está numa fase de transição e a ganhar aromas terciários como fruta em passa, cera, muitas especiarias. Longo e fresco na boca. É um grande vinho.
O Vallado Reserva foi bebido a seguir. Apresentou-se muito diferente desde que o tinha provado aquando a sua saída, num perfil mais austero, mais fechado, sem a fruta e vigor da juventude. Mas é um belo vinho, especiado, mineral e com fruta espessa. Talvez não o tenha apanhado numa boa fase, mas certamente que irá dar muitas alegrias lá mais para a frente.
E assim preparamo-nos para mais uma fase da nossa vida, onde importa deixar descendentes mas que acima de tudo importa deixa-los bem e de preferência com bons vinho, tais como estes.
publicado por allaboutwine às 13:38 | link do post | comentar