Anselmo Mendes Alvarinho Curtimenta 2005

Anselmo Mendes é, na minha opinião, um dos grandes nomes, se não o maior, da região dos vinhos verdes, mais precisamente quando falamos de Alvarinho.
Após vários anos a brindar-nos com com belos brancos a também com com algumas investidas muito bem sucedidas em outras regiões, com a colheita de 2005 faz um vinho que pelas sua próprias palavras, é um Alvarinho "à moda antiga" que fermenta parcialmente com as películas (curtimenta) e estagia durante 9 meses em barricas usadas. É feito em memória dos sabores antigos.
Provado quase 4 anos após a colheita, sai da garrafa com uma cor amarela intensa, quase dourada. Aroma intenso e extremamente complexo. Encontramos notas de tosta em fundo mineral. Caramelo, chocolate branco. A fruta aparece a lembrar uvas em passa, maça assada e ananás muito maduro, compotado. Tem uma boa dose especiada, a lembrar cravinho. Boca muito gorda, mas com uma bela acidez a compensar tamanha estrutura. Final longuíssimo e complexo.
É o primeiro Alvarinho que provo com estas características, um vinho poderoso e feito para durar. É, na minha opinião, um dos grandes brancos portugueses e a prova que esta casta é uma das grandes castas mundiais, capazes de originar vinhos de excelência, e temos aqui a prova, neste exemplar. 18.
publicado por allaboutwine às 12:52 | link do post | comentar