Soalheiro 2008

Ora aí está ele! Um dos vinhos mais esperados pelos enófilos ano após ano. Um dos grande brancos portugueses.
Este produtor de Melgaço, cujas vinhas foram plantadas nos anos 70, tem nos maravilhado com os seus vinhos brancos, que têm uma consistência impressionante. São vinhos com fruta de qualidade, uma grande frescura, mineralidade e com uma capacidade de envelhecimento em garrafa incrível. Tenho-o seguido há uns anos até este 2008 que, segundo consta, foi um belo ano para o brancos portugueses.
Feito com a casta Alvarinho, uma das grandes castas brancas portuguesas, estagia em inox e ao sair da garrafa brinda-nos com uma cor amarela esverdeada. Aroma intenso e muito frutado. Estão lá os citrinos a lembrar limão e lima ao lado dos frutos dos trópicos, tipo maracujá e manga verde. Lado mais vegetal a lembrar rama de tomate. Fundo fumado, mineral. Boca encorpada e com uma excelente acidez. Muita fruta tropical e ligeiramente citrina, tal como o aroma. Final longo, frutado e fresco.
Aqui temos um Alvarinho na sua faceta mais frutada, mais tropical. Não tem a austeridade de outras colheitas, mas tem a frescura e corpo suficientes para durar uns bons tempos em garrafa. Muito bem na prova, apetece beber e beber mais. Belo branco. 17.
publicado por allaboutwine às 14:12 | link do post | comentar