Tapada dos Monges branco 2009


Temos aqui em prova um branco de 2009 da região dos Vinhos Verdes. Tive algum receio da tremenda juventude do vinho, das notas de sulfuroso e da agulha que nos fere a boca.

Devo dizer que foi uma agradável surpresa quando provei este vinho. Um vinho com uma cor citrina, cristalina e com um aroma com muito boa intensidade, onde encontramos fruta tropical (ananás em calda e ligeiro maracujá) e muita maça. As notas florais também aparecem, a par de algum vegetal. A boca, aquilo que mais me preocupava, estava intensa, muito fresca e com ligeira agulha, nada que causasse transtorno. Muito frutada, com nuances florais e vegetais. O final é longo e com grande frescura.

Um vinho que foi feito com as castas Loureiro, Pedernã e Trajadura. Foi vinificado e teve estágio em cubas de inox. Nota-se bem que é um vinho bem acima da mediania, muito bem feito, muito vivo, com muito nervo. É um vinho que, dada a acidez que tem, é para ser bebido à mesa, com comida por perto. Bebido daqui a uns meses vai estar ainda melhor. Uma escolha certa nos verdes. 15,5.
publicado por allaboutwine às 06:38 | link do post | comentar | ver comentários (1)