Domingo, 28.12.08

Vinha de Reis 2004

Não é uma novidade, já que o vinho saíu para o mercado há já algum tempo, mas é dos novos produtores do Dão. Começou logo por ser medalhado como um dos melhores vinhos da região e previa-se um futuro risonho para ele. Esperei mais um pouco de tempo para o abrir, dado que tinha lido criticas que ele estaria muito fechado, que precisava de tempo de garrafa. Resolvi abri-lo nesta altura para acompanhar ao bacalhau da consoada.
É um vinho que é feito quase só com Touriga Nacional e estagiou em barricas de carvalho francês Allier. Sai da garrafa com uma cor rubi muito escuro. O aroma é intenso com muitas notas balsâmicas tradicionais nos vinhos da região. Notas de eucaliptos e de pinheiros. Surgem apontamentos florais a lembrar violetas que abraçam a fruta, que aparece na forma de ameixas e cerejas. Toque achocolatado. A boca é potente mas com elegância, com bela acidez. Permanecem os sabores balsâmicos, envolvidos em fruta e em flores. O final é longo e complexo.
Fiz mal em abrir este vinho nesta altura, já que tem tudo para crescer e evoluir na melhor direcção. Neste momento mostra-se um pouco fechado, só com bastante tempo é que conseguimos descortinar aromas e sabores, mas nota-se que segue a linha mais conservadora, onde a fruta não reina. A ver lá mais para a frente. 16,5.
publicado por allaboutwine às 14:34 | link do post | comentar

Amália Garcia

Temos aqui um vinho de que muito se falou, devido ao seu grau alcoólico (17,5) e também pelo seu preço de venda ao público (75€). O vinho é uma homenagem de Francisco Nunes Garcia à sua mãe, Amália Garcia (já tinha acontecido o mesmo com o António Maria), feito unicamente com Alicante Bouschet e sem estagio em barricas, para poder mostrar todo o potencial da casta e deixar a bomba de fruta falar por si. Criou um pequeno "monstro"!
Como era esperado, a sua cor é negra, assustadora. O aroma é muito concentrado, cheio de fruta madura, compotada, a lembrar cerejas, ameixas, envolvidas em chocolate e balsâmicos finos, tipo verniz e cera. A boca é muito gorda, redonda e com uma boa acidez. Mantém a fruta gulosa, em compota, envolvida em chocolate e com fundo balsâmico. Final longo e muito guloso.
Este vinho tem de ser bebido no máximo a 16º para não se sentir o álcool, que anda sempre a querer saltar cá para fora. Fora este especto, é um vinho muito guloso, madurão, potente, onde talvez falte algum equilibrio ácido, mas que dá uma boa prova e que alegrará a muitos consumidores. Estou curioso em relação à sua durabilidade em garrafa. 16.
publicado por allaboutwine às 14:32 | link do post | comentar

Quinta das Marias Encruzado Barricas 2007

A Quinta das Marias está situada entre os rios Dão e Mondego e sobre solos graníticos, caracteristicos da região. É um dos casos sérios do Dão, um dos produtores que está a ajudar a região a voltar a ser grande, com grandes vinhos, tanto brancos como tintos. Nos tintos temos as habituais castas, como a Touriga Nacional, a Tinta Roriz, o Alfrocheiro e o Jaen. Nas brancas temos principalmente o Encruzado. Tem lançado grandes vinhos no mercado, entre brancos com e sem estágio em barricas, e tintos de grande gabarito como o Touriga Nacional e o Garrafeira.
O branco em prova é a versão 2007 do Encruzado com estágio em barricas. Tem uma cor amarela citrina e um aroma de bela intensidade e muito fino. A fruta aparece ácida, citrina, com muitas notas de limão e lima, ligeiro marmelo. Frutos secos torrados e bafo de flores brancas. Tudo isto sobre fundo mineral, tostado. A boca tem bom volume, excelente acidez, plena de fruta citrina, ácida, bem casada com os abaunilhados e tostados da barrica. Final longo e muito fresco.
É um belo exemplar da casta e do que ela pode dar. A madeira onde estagiou não se sobrepõe à fruta, mas que ainda melhorará com o tempo em garrafa. Um branco com futuro, mas que já dá uma bela prova. 17.
publicado por allaboutwine às 14:30 | link do post | comentar

Herdade dos Grous Reserva 2004

Temos aqui mais um dos grandes projectos recentes do sul do país, em Albernoa, perto de Beja, e porque não dizer, de Portugal. Um empresário alemão decidiu apostar no Turismo Rural e na produção de vinhos de qualidade. Chamou Luis Duarte, reputado enólogo português, para gerir o projecto e para fazer os vinhos da Herdade dos Grous. Começaram com a colheita de 2004, com um DOC do ano e com um Reserva que foi logo consagrado como o melhor do ano no Alentejo. Uma grande estreia. É esse vinho que apresento aqui.
Feito com um blend de várias castas como o Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Syrah e com um estágio de 12 meses em barricas novas de carvalho francês, cai no copo com uma cor vermelha bem escura. Aroma concentrado, com notas frutadas de cerejas e ameixas, alguma compota e marmelada mas sem nunca cair numa grande doçura. Balsâmicos a lembrar cera e alguma graxa e também uma boa dose de menta. Resta espaço para chocolate e ligeiro café. A boca é encorpada, boa acidez, taninos redondos. A fruta aparece elegante, bem combinada com especiarias e balsâmicos. Belo final, complexo e guloso.
Que grande estreia do produtor. Um vinho com uma excelente dose de complexidade, muito guloso. É dificil não gostar dele. Imagino quando as vinhas atingirem o estado adulto, os vinhos que de lá sairão! 18.
publicado por allaboutwine às 14:27 | link do post | comentar | ver comentários (1)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Dezembro 2008

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
15
16
18
19
20
22
23
24
26
27
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

  • Olá Miguel,Sou leitor atento do teu blog e não res...
  • Aqui parece que não concordamos. Eu acho este 2007...
  • José Diogo,É realmente um belo porto com um grande...
  • Olá André.Sê vem vindo a esta humilde casa. Fiquei...
  • Também o achei bem austero na abertura. Ao princíp...
  • Oi Miguel, muito de acordo com o teu descritivo, u...
  • interessante.
  • Nesta prova já não concordo assim tanto, pessoalme...
  • Completamente de acordo com esta nota de prova!Ali...
  • Bom dia, estamos a lançar um projecto de blogue de...

Posts mais comentados

arquivos

tags

todas as tags

links

subscrever feeds