Fonte do Nico rosé light 2008

Chegou o Verão e com ele chegaram os vinho brancos e os rosés. Chegam as novidades da última colheita e a escolha, a meu ver, é bastante vasta.
Entre os rosés que vão sendo lançados no mercado, uns novas colheitas, outros novidades e ainda outros capazes de nos despertar a atenção pelo seu conceito. Foi o caso deste rosé que está em prova, um rosé light! Uma tentativa de chegar aos consumidores jovens que se preocupam com a imagem e com a linha, mas que no fundo não tem menos calorias que o "normal" mas sim uma graduação alcoólica mais baixa, 10%. Não deixa de ser uma aposta bem pensada e mais uma mostra de vitalidade da Adega de Pegões.
Outra boa notícia é o preço, cerca de 2,50 euros, que não nos faz pensar muito na possibilidade de o vinho ser muito mau.
Com a enologia de Jaime Quendera e com a casta Castelão, este vinho salta para o copo com uma cor salmão. O aroma é de boa intensidade e com muitas notas de fruta vermelha com clara predominância de morangos, alguns em goma. Boca de corpo leve, adocicada e com acidez mediana. Novamente "amorangada" e muito directa. Final curto e doce.
Era aquilo que esperávamos, um vinho bem feito, agradável, leve, consensual. Na minha opinião, é perfeito para este Verão, para ser bebido despreocupadamente. Também queremos isso, não é verdade? 14,5.
publicado por allaboutwine às 12:09 | link do post | comentar