2 rosados espanhóis

No decorrer de mais um jantar com um amigo, tive a oportunidade de provar dois rosados de nuestros hermanos. A expectativa era alta num deles, o Clan 2009, dado que há pouco tempo tinha provado o 2008 e foi, provavelmente, um dos melhores vinhos roses que provei até hoje. Um vinho com fruta limpíssima, elegante, bela acidez. O outro vinho era desconhecido para mim.

Clan Charco las ANimas rosado 2009


Um vinho com uma cor vermelha sangue, escura.
Aroma intenso e de belo efeito, com a fruta vermelha a vir ao de cima, com notas de morangos, framboesas, rebuçado. Algumas notas florais a rosas.
Boca com bom corpo, acidez suficiente e bem integrada. A fruta domina, mas o álcool vem ao de cima, com os seus 14,5 de volume. É uma pena o ardor que no final (não me chocou muito), pois a fruta está no ponto, está muito limpa e apetitosa. Inferior à colheita de 2008. 15,5.

Arrayán rosado 2008


Substâncialmente diferente do anterior. A cor é escuríssima para um rosé, um rubi bem definido.
Nariz com intensidade mediana, onde a delicadeza marca o aroma. Notas de fruta vermelha ligeira, acompanhada de toque de ervas frescas, a lembrar hortelã.
Boca com volume mediano e boa frescura. A fruta marca presença de forma delicada, tal como no final, bem alicercerada pela acidez.
O vinho vai abrindo durante a prova mas sempre de forma contida. Um outro estilo, talvez mais virado para a mesa. 15.
tags: ,
publicado por allaboutwine às 13:41 | link do post | comentar