Guarda Rios branco 2008

Vale D'Algares. Um grande investimento em terras ribatejanas, mais precisamente em Vila Chã de Ourique.
Vinhas plantadas em plena lezíria, com solos muito ricos em água prontamente resolvidos através de drenos subterrâneos, adega com todas as condições, barricas de alta qualidade. Isto tudo inserido num contexto enoturístico onde encontramos uma grande abertura a provas dos vinhos, visitas à Herdade, um restaurante gourmet, observação de aves, onde podemos encontrar pintassilgos, águias, mochos, guarda rios e cartaxos. Por fim e não menos importante, existe um centro equestre, onde se pode ter aulas de equitação e onde se realizam importantes eventos.
Centrando-nos nos vinhos, existem 3 referências. O Guarda Rios, nas versões branco, tinto e rosé, que se situam no patamar Premium, o Vale D'Algares Selection, que faz a ponte para o topo de gama, o Vale D'Algares Viognier, com um posicionamento Super Premium. Existe também um Colheita Tardia que terá prova atenta lá mais para a frente.
O Guarda Rios, versão branca de 2008, foi feito com as castas Chardonay (35%), Sauvignon Blanc (25%), Alvarinho (25%) e Arinto (15%). Cerca de 35% da fermentação do lote é em barricas de carvalho francês com battonage durante seis meses, dos quais 40% do Chardonnay fez fermentação maloláctica parcial.
Só a título de curiosidade, o Guarda Rios é um pássaro que se alimenta de peixe, daí a sua proximidade aos rios e neste caso ao Tejo.
Vinho de cor amarelo citrino. Aroma intenso, com notas de frutos tropicais a lembrar maracujá e ananás, acompanhados de maça. Temos um toque de manteiga, de frutos secos e flores. Boca com bom volume e bela acidez. A fruta marca presença no palato, entre a tropical e alguma maça. Ligeiros frutos secos e toque floral. Bom final, frutado e fresco.
Temos aqui um vinho com uma qualidade acima da média, que apresenta boa complexidade num perfil que liga a fruta exótica com algum peso do Chardonnay. Um conjunto bem conseguido. Uma referência do Tejo. 16.
publicado por allaboutwine às 11:40 | link do post | comentar