Retorno tinto 2008



A empresa PV Vinhos nasceu em 2004, numa parceria entre 3 nomes grandes do Douro, José Maria Calem, Jorge Serôdio Borges e Cristiano VanZeller, com o objectivo de produzir vinhos DOC do Douro. Após o lançamento do primeiro vinho com a colheita de 2004, ainda com a adega alugada, avançam para a compra de adega própria, antiga, mas que foi totalmente recuperada. O VT 2005 já foi vinificado na nova adega. Novas marcas são lançadas, até que em 2008 passam a produção para a Quinta da Foz, onde produziu vinho do Porto pela primeira vez.
As quintas que dão origem aos vinhos PV são a Quinta da Foz e a Quinta do Sagrado. Detêm 7 ha de vinha velha, com mais de 70 anos e com cerca de 30 castas. São elas a Vinha do Soalheiro e a Vinha Grande.
A vinificação é toda feita na Quinta da Foz, onde existe uma rigorosa escolha das uvas que entram no lagar, que posteriormente serão pisadas a pé, num dos 4 lagares para o efeito, ou para lagares de inox, onde o trabalho das massas é feito por um robot, procurando reproduzir ao máximo o processo de vinificação. A partir daqui, entram em estágio, ou para barricas de carvalho francês ou para inox.


Foi-me dada a oportunidade de fazer uma prova dos vinhos PV. O primeiro vinho provado foi o Retorno 2008. Um vinho de vinhas velhas com cerca de 20 variedades diferentes e que foi vinificado em lagares de inox e estagio em cubas do mesmo material.
Cor rubi muito escura. Aroma de média intensidade, onde se nota a fruta que lembra framboesas, ginjas e mirtilos. Notas de chocolate preto bem amargo e algum mineral. Fundo floral. Boca de corpo mediano e com boa acidez. Mantém o perfil frutado, com sabores a framboesas e ameixas. Fundo mineral.
Temos aqui um vinho típico do Douro, com boa profundidade, muito frutado e com um lado mais sério, com a mineralidade a dar-lhe alguma frescura e complexidade. É um bom vinho para o dia a dia, um vinho a conhecer. 15.
publicado por allaboutwine às 14:16 | link do post | comentar