Azul Portugal (Douro) tinto 2008

Na continuidade das provas dos vinhos da marca Azul Portugal, viramo-nos para o Douro e para um vinho da autoria de João Silva e Sousa e Anselmo Mendes. As castas usadas foram a Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca. Um vinho que não passou pela madeira.

Apresenta uma cor rubi escura, concentrada.
Aroma de boa intensidade e um pouco compacto, onde nos mostra logo as notas de fruta a lembrar framboesas ácidas, groselhas e ligeiro cassis. Tem uma forte faceta vegetal, lenho,  e um ligeiro balsâmico, com algumas notas de eucalitpo. Fundo floral com ligeiro toque alcoólico.
Boca de médio corpo e com uma boa acidez. Sabores austeros, com muito vegetal e algum álcool. A fruta nota-se mas está abafada por estes sabores mais fortes. Toque floral. Final mediano e fresco.

Temos aqui um vinho ainda muito jovem, e por isso ainda não está tudo muito bem definido. Não é um vinho muito frutado, longe disso, antes vira-se mais para a secura, rigidez e austeridade de aromas, com uma boa dose "puro Douro" bem vincada. Em suma, um vinho másculo que me parece ter sido feito e idealizado para a mesa, onde aí se tornará bom companheiro 14.
publicado por allaboutwine às 02:16 | link do post