José de Sousa Mayor 2001

Castas: Tricadeira, Grand Noir e Aragonez.
Estágio: 12 meses em carvalho novo francês.
Enologia: Domingos Soares Franco.
Preço: 19€.
Vol: 14%.

Cor acastanhada.
Aroma intenso. Notas de fruta em passa, compotada, de ginja, especiarias a lembrar cravinho. Depois temos aromas mais terrosos, húmidos, de barro e ligeiro toque de cogumelos. Ainda temos chocolate de leite.
Boca de bom porte, elegente, intensa. Boa acidez, bem integrada, com taninos a marcar presença. É marcada pela ginja, baunilha, cacau em pó, fruta preta compotada e chocolate.
Belo final, complexo.
Este vinho tem uma particularidade, parte das massas e do mosto são transferidos para talhas de barro, da mesma maneira que era feito antigamente em terras elentejanas, da mesma maneira que eram feitos os grandes vinhos velhos desta mesma marca.
Este 2001, ao contrário da moda, está um vinho evoluído, com notas terrosas, de argila. A fruta já está nas últimas, ganhando outra complexidade. Eu gostei, é uma maneira de provar vinhos com algum tempo em garrafa, coisa rara nos tempos que correm. Ainda pode evoluir e muito. 17.
publicado por allaboutwine às 12:40 | link do post | comentar