Aurius 2002

Castas: Touriga Nacional, Syrah, Tinta Roriz e Petit Verdot.
Estágio: 16 a 18 meses em barricas novas de carvalho francês.
Enologia: Graça Gonçalves e José Bento dos Santos.
Preço: 30€.
Vol: 14,5%.

Côr muito escura.
Aroma intenso, com muitas notas balsâmicas a lembrar cera, graxa. A fruta está lá, com amoras, groselhas e cerejas. Temos também chocolate e ligeiro toque químico a lembrar farmácia.
Boca encorpada, com boa acidez e taninos redondos e doces. Tem sabores frutados, envolvido em notas mais balsâmicas. Temos ainda chocolate e caramelo.
Final longo e saboroso.
Ora, aqui está um belo vinho, aliás vindo de quem vem só pode ser este o resultado. Nota-se que a madeira onde estagiou é excelente, dando grande complexidade ao vinho, que no meu ponto de vista não o marca em demasia. Também é o vinho do produtor onde entra a nossa Touriga Nacional e onde existe um maior blend, com quatro castas, não muito usual na sua gama. Os vinhos de José Bento dos Santos são sempre vinhos que dá gosto cheirar, não apetecendo tirar o nariz dentro do copo. Isto quer dizer alguma coisa, não? 17,5.
publicado por allaboutwine às 03:52 | link do post | comentar