Quinta da Alorna Reserva Arinto Chardonnay 2007

Os vinhos deste produtor sempre tiveram uma boa relação entre o preço e a qualidade. Sitado em Almeirim, com uma quantidade enorme de vinha, em terrenos férteis como são estes da lezíria. A quantidade de referências é enorme, desde os vinhos baratos para beber dia a dia como os topos de gama, que mesmo assim apresentam um preço de mercado bastante acessível. Têm também uma grande variedade de castas plantadas, desde as portuguesas com mais história na região, como a Tinta Miúda, Casteão, Fernão Pires, Trincadeira das Pratas, como a agora famosa Touriga Nacional e também as castas estrangeiras mais conhecidas como o Cabernet Sauvignon, que aliás, com a Touriga, faz um dos topos de gama da casa.
Em relação a este branco, é um dos casos em que a qualidade está bem presente e é vendido no retalho a pouco mais de 5€. É um branco onde se junta uma casta portuguesa, o Arinto, com estágio em inox e o Chardonnay, com estágio em madeira. É uma combinação clássica e que dá resultado.
O vinho apresenta uma cor citrina, brilhante. Boa intensidade armática, com primeiro impacto citrino a lembrar limões. Seguem-se notas amanteigadas, seguidas de fruta tropical a lembrar abacaxi e manga. Toque abaunilhado.
A boca tem bom volume e uma bela acidez. Começa com a fruta citrina e continua com a tropical. Toque abaunilhado. Final longo e fresco.
Gostei sinceramente deste vinho. Alia a frescura do Arinto com o corpo do Chardonnay. Tem boa complexidade e dá muito prazer na prova, fazendo dela uma óptima escolha para o dia a dia. 16.
publicado por allaboutwine às 02:35 | link do post | comentar