Convento da Tomina tinto 2007

Francisco Nunes Garcia é sinónimo de vinhos de qualidade. Numa das zona mais quentes de Portugal, Moura, consegue imprimir nos seus vinhos características que os permitem evoluir da melhor forma em garrafeira, como disso são exemplos os seus Reserva. São vinhos de perfil quente, guloso, mas que têm uma estrutura e frescura invulgar.
A sua gama de vinhos, somente tintos, começa no Convento da Tomina, passando pelo Francisco Nunes Garcia Reserva e acaba nos topos de gama António Maria e Amália Garcia. Teve em tempos um monovarietal Alicante Bouschet, mas que desde 1999 deixou de o fazer.
O vinho em prova é o entrada de gama, o Convento da Tomina da colheita de 2007. Um vinho que anda na casa dos 6 euros e tem as castas Aragonês, Trincadeira, Alicante Bouschet e Alfrocheiro. Não passa por madeira.
Cor rubi escuro. Aroma de média intensidade a fruta vermelha como morangos, framboesa, alguma compota. Depois temos o café, capuccino. Ligeiro vegetal e chocolate preto.
Boca encorpada com acidez mediana. Permanecem as notas frutadas acompanhadas de café.
Final de bom comprimento e guloso.
Temos aqui um vinho de boa qualidade, num perfil claro do sul alentejano. Vinho com notas maduras, redondo e que se bebe muito bem. 15,5.
publicado por allaboutwine às 12:04 | link do post | comentar