Vinha de Reis 2004

Não é uma novidade, já que o vinho saíu para o mercado há já algum tempo, mas é dos novos produtores do Dão. Começou logo por ser medalhado como um dos melhores vinhos da região e previa-se um futuro risonho para ele. Esperei mais um pouco de tempo para o abrir, dado que tinha lido criticas que ele estaria muito fechado, que precisava de tempo de garrafa. Resolvi abri-lo nesta altura para acompanhar ao bacalhau da consoada.
É um vinho que é feito quase só com Touriga Nacional e estagiou em barricas de carvalho francês Allier. Sai da garrafa com uma cor rubi muito escuro. O aroma é intenso com muitas notas balsâmicas tradicionais nos vinhos da região. Notas de eucaliptos e de pinheiros. Surgem apontamentos florais a lembrar violetas que abraçam a fruta, que aparece na forma de ameixas e cerejas. Toque achocolatado. A boca é potente mas com elegância, com bela acidez. Permanecem os sabores balsâmicos, envolvidos em fruta e em flores. O final é longo e complexo.
Fiz mal em abrir este vinho nesta altura, já que tem tudo para crescer e evoluir na melhor direcção. Neste momento mostra-se um pouco fechado, só com bastante tempo é que conseguimos descortinar aromas e sabores, mas nota-se que segue a linha mais conservadora, onde a fruta não reina. A ver lá mais para a frente. 16,5.
publicado por allaboutwine às 14:34 | link do post | comentar