Vinhos do Natal

Este é um post um pouco diferente.
Nesta época gostamos, pelo menos eu, de beber bons vinhos. Sou dos que escolhe sempre dos melhores vinhos que tenho para celebrar esta data com a minha familia. Penso que a ocasião merece. O lado menos bom destas escolhas é que não dou a devida atenção que estes vinhos merecem, mas mesmo assim vou falar um pouco deles.
Escolhi para o dia 24 quatro vinhos, dois brancos e dois tintos. Para os brancos a escolha recaíu no Pêra Manca 2005 e no Esporão Private Selection 2006. Dois vinhos diferentes. O Pêra Manca é um vinho com aromas mais frescos, mais minerais com a madeira a dar toques de frutos secos e com a fruta viva. O Esporão é um vinho diferente, onde se nota mais a madeira, com aromas mais doces com a acidez a não ocnseguir compensar o "peso" do vinho. Os tintos escolhidos foram o Pape 2005 e o Quinta do Perdigão Touriga Nacional 2004. Dois grandes vinhos! O Pape, já provado neste blog, tem um grande aroma, muito floral, muito bem amparado pela fruta da Baga. O Perdigão, é um pouco mais sóbrio, mais fechado, mas onde também se notam as flores da Touriga. Merece prova atenta. Acabámos a noite com um vintage, o Ramos Pinto 2000. Elegante, com boa fruta acompanhada de flores compestres. Não tem muito corpo e bebe-se muito bem nesta altura da sua vida.
Para o almoço de 25, escolhi dois tintos do Douro. O Fojo 2000 e o Quinta da Gaivosa 2003.
Tinha muitas espectativas em relação a este dois vinhos, ver o estado deles, ver se o Fojo ainda se aguentava. O vinho já perdeu a força que lhe encontrei à dois anos, quando o provei pela primeira vez. Está um tinto elegante, ainda com alguma fruta, mas com os aromas a virarem-se mais para o lado vegetal, para o tabaco, para as flores secas. Mantém uma boa frescura na boca que se apresenta redonda. Ainda tenho outra a não vou demorar muito para bebe-la. O Quinta da Gaivosa, é um vinho diferente, mais frutado, floral e com toques minerais. Mais explosivo na boca, ainda com vida para durar. Acabámos com um vintage 2004 da Quinta do Portal. Este vinho custou-me 20€, um grande preço para a qualidade apresentada. Aroma muito frutado, floral, tudo muito vivo e apetecível. A boca vem dizer que já o podemos beber com segurança e prazer. Belo vintage.
E assim foi, mais um natal, rodeado pelas pessoas que gosto e pelos vinhos que me dão prazer.







Pêra Manca 2005: 17







Esporão Private Selection 2006: 16,5






Ramos Pinto Vintage 2000: 16






Pape 2005: 18




Quinta do Perdigão Touriga Nacional 2004: 17









Fojo 2000: 16,5






Quinta da Gaivosa 2003: 17,5






Quinta do Portal Vintage 2004: 16,5

publicado por allaboutwine às 05:45 | link do post | comentar